OS DESAFIOS DA APOSENTADORIA – Boletim nº 148 – fevereiro 2017

“Agora que a velhice está chegando, devo aprender com o vinho a ficar melhor com os anos e, sobretudo, escapar do terrível perigo de me transformar, com a idade, em vinagre” ( Dom Helder Camara)

O aumento da população idosa no mundo tem se tornado uma realidade cada vez mais presente na sociedade, com repercussões para a maneira de viver desse segmento em todos os países do mundo.

O Brasil, antes considerado um país jovem, enfrenta hoje um dos maiores desafios deste século: o rápido envelhecimento de sua população, conjugado com o grande número de aposentados. Segundo dados do IBGE, a expectativa de vida no Brasil alcançou 73 anos em 2009. Segundo as Nações Unidas, o Brasil terá, em 2050 a 5ª população mais velha do mundo.

Pergunto:
• O que será desses cidadãos?
• Serão peso ou solução para suas famílias e para a sociedade?

Entendendo a aposentadoria como uma questão de cidadania e dignidade humana que precisa ser resgatada. Demissões e aposentadorias fazem parte da rotina das organizações. Os processos e métodos, no entanto, podem ser mais humanos para que o desligamento não se torne uma experiência negativa e que não fiquem mágoas e ressentimentos. Por essa razão, é preciso preparar os servidores/colaboradores também nos casos de PDVs, PDIs e planos de incentivos ao desligamento. Além dos incentivos financeiros as pessoas precisam ser preparadas psicologicamente para a transição, mesmo que não seja por aposentadoria, para diminuir os impactos do desligamento.

Preparar as pessoas para a aposentadoria é, pois, um dos grandes desafios da sociedade e das empresas no século XXI, uma verdadeira ação de cidadania e responsabilidade social.

Um Programa de Preparação para a Aposentadoria possui como pressuposto que os participantes precisam ser educados para este novo momento em suas vidas. Preparar significa planejar de antemão o caminho ou empreendimento de alguém. Também pode ser traduzido como educar, habilitar, premeditar ou aplanar o caminho visando construir o cidadão do futuro (Michaeles, 1998/2007 – Zanelli, Silva e Soares 2010)

No Brasil, os Programas de Preparação para a Aposentadoria encontram base legal nas Leis nº 8.842/94 (Política Nacional do Idoso) e nº. 10.741/03 (Estatuto do Idoso), ambos importantes diplomas legais destinados ao apoio e amparo das pessoas com mais experiência de vida.

O investimento nessas iniciativas são verdadeiras ações de cidadania e responsabilidade social, uma vez que se trata de justo reconhecimento a quem investiu valioso tempo de sua vida ao trabalho e à organização. Tais ações contribuem para reinserir virtuosamente os aposentados na sociedade, com reflexos no seu bem-estar e na qualidade de vida. O que impacta nos gastos com saúde, já que pessoas com a mente ocupada e que gostam do que fazem tendem a contrair menos doenças, desafogando o sistema de saúde.

Sem dúvida que um programa de preparação para a aposentadoria constitui um benefício para o trabalhador, mas a empresa estará investindo também nela própria, tornando sua cultura organizacional mais consistente e seu produto mais competitivo e atraente diante do mercado de trabalho.

O prolongamento da vida é uma aspiração de qualquer sociedade, mas só pode ser considerado uma real conquista na medida em que se agregue qualidade aos anos adicionais de vida. Tenho certeza de que a possibilidade dessas pessoas darem continuidade aos seus sonhos faz parte dos objetivos maiores da sociedade, entidades e organizações responsáveis e solidárias.

Que Deus o (a) proteja junto a seus familiares

Um fraternal abraço e até o próximo artigo.

Armelino Girardi
Palestrante e consultor em desenvolvimento de pessoas, criador e mantenedor do portal www.desaposentado.com.br e da escola virtual www.eadesaposentado.com.br

7 Respostas para“OS DESAFIOS DA APOSENTADORIA – Boletim nº 148 – fevereiro 2017”

  1. Suely Domingues Canero diz:

    Estimado professor Armelino, trabalho na Associação dos Aposentados do Sistema BNDES, sou Diretoria de Apoio Assistencial. Gostei muito do seu artigo do Boletim 148 e consulto se posso republicá-lo em nossa revista quadrimestral, com o devido crédito, pois sei que será de grande valia para nossos associados.
    Aguardo com muito interesse sua resposta.
    Já tive contato com o Sr. há alguns anos atrave´s do Luiz Borges.
    Saudações,
    Suely D. Canero

  2. Clube dos Desaposentados diz:

    Olá Suely, acho que já respondi mas como não consta aqui, segue novamente minha resposta. Fico feliz que tenha gostado e pode publicar sim este e outros artigos do blog, mantendo sempre as referências. Você pode também indicar o site para os aposentados do BNDES, orientando que, para receberem os artigos mensais, basta fazer a inscrição no Clube dos Desaposentados através do site http://www.desaposentado.com.br

  3. Estimado professor, o artigo do Boletim muito me interessou pois sou diretora de apoio assistencial da APA Assoc. dos Aposentados do BNDES e gostaria de autorização para republicá-lo, com os devidos créditos, pois sei que será de grande valia para nossos associados.
    Saudações,
    Suely D. Canero;

  4. silvia leticia de souza rodrigues diz:

    estimado professor sou estudante de serviço social , em meu tcc estou estudando sobre um projeto de PPA da estituição que faço estagio , la tem um projeto que trabalha com o pré aposentado , gostei muito do seu site pos deu para cria a ideia

  5. Clube dos Desaposentados diz:

    Olá Silvia, que bom, aproveite e veja que no blog existem mais de 150 artigos e no youtube 30 pequenos vídeos sobre o tema

  6. Valdeci Maria diz:

    Caro Instrutor Armelino. Trabalho no BANCO DA AMAZÔNIA S/A, e faço parte da mesma Equipe de Gurupi-TO, há quase 40 anos, e há 7, aposentada por Tempo de Serviços junto ao INSS. Achei interessante este de Artigo, que trata dos “Desafios da Aposentadoria”-(Boletim 148). Interessante, porque amplia a visão das Empresas, inseridas na Sociedade Brasileira, no trato junto as suas bases de produção humana, com o fim de viabilizarem recursos sobre conhecimento e aprendizados que possam “abrir os olhos” de seus servidores/colaboradores, que se dedicaram ao trabalho na Empresa, por longo tempo da sua vida, fazendo-os enxergar, que ainda existe vida lá fora. Louvável a iniciativa do Banco da Amazônia, em ter se ingressado neste Programa, entendendo como dizes, que “faz parte das Empresas do Século XXI, que possuem o grande desafio de preparar pessoas para a aposentadoria, promovendo verdadeira ação de cidadania e responsabilidade social e, em contra-partida ganhar maior vulto em estrutura organizacional, mais consistente, mais competitiva e atraente, diante do mercado de trabalho”.

  7. Maria Piedade diz:

    Olá professor Armelino, fico muito feliz em conhecer Você. Ainda não conheço seus artigos, mas vou passar a conhecer de agora em diante. Estaremos juntos no treinamento.


Fatal error: Uncaught Error: Call to undefined function ereg() in /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-content/themes/probama/comments.php:80 Stack trace: #0 /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-includes/comment-template.php(1535): require() #1 /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-content/themes/probama/single.php(20): comments_template() #2 /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-includes/template-loader.php(106): include('/var/www/vhosts...') #3 /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-blog-header.php(19): require_once('/var/www/vhosts...') #4 /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/index.php(17): require('/var/www/vhosts...') #5 {main} thrown in /var/www/vhosts/1agirardi.com.br/blog/wp-content/themes/probama/comments.php on line 80